Avaliação, prescrição, orientação individualizada de exercícios físicos e estimulação cognitiva para idosos e grupos especiais

(11) 99119.9908

Atendemos em domicílio

HIV - AIDS

O Ministério da Saúde e o Colégio Americano de Medicina do Esporte reforçam a idéia de que a prática regular de exercícios físicos é indicada aos soropositivos, por estimular o sistema imunológico, aumentar a disposição, a autoestima, aliviar o estresse, melhorar a depressão, entre outros benefícios para a saúde em geral. Para o soropositivo, o exercício também é recomendado por prevenir e amenizar os efeitos colaterais provocados pelos medicamentos e mudanças na distribuição de gordura pelo corpo, conhecida como Lipodistrofia, caracterizada pelo aumento do volume da cintura, um afinamento acentuado das extremidades (membros inferiores, membros superiores e cintura escapular), uma diminuição da gordura subcutânea com aumento da gordura visceral e sanguínea (aumentando as taxas de colesterol e triglicerídeos), o encovamento facial e o surgimento de uma bolsa de gordura atrás da região cervical, denominada corcova de búfalo (bufalo hump). A prática regular de exercícios físicos tem se revelado como um importante instrumento no combate a tais efeitos, com resultados extremamente animadores.

Após uma rigorosa avaliação clínica com o infectologista particular, verificaremos qual a de tratamento que o individuo está se submetendo para aí sim introduzirmos o programa adequado de intervenção.

Nosso trabalho através de um programa individualizado e monitorado de exercícios promoverá:

  • Aumento da força muscular: A infecção pelo vírus do HIV pode levar à perda de força e resistência muscular, além de afetar as funções neuromusculares, gerando inclusive problemas de perda de equilíbrio, o que pode ser combatido através de um trabalho específico de exercícios físicos,
  • Aumento da massa magra, gerando ganho de peso pela hipertrofia muscular e melhor proporção estética,
  • Melhora do apetite,
  • Melhora nos padrões de sono,
  • Melhora na aptidão cardiovascular,
  • Fortalecimento do sistema imunológico, o que permite a este sistema responder melhor às doenças oportunistas,
  • Melhora da autoestima,
  • Melhora da autoimagem,
  • Diminuição dos níveis de ansiedade e estresse,
  • Desenvolvimento de uma atitude positiva,
  • Facilitação da integração social,
  • Aquisição de hábitos saudáveis.

Voltar